Líderes evangélicos criticam ironia de Lula

Ligado .

Em evento para sindicalistas, petista disse que evangélicos culpam o diabo por tudo

O deputado estadual Marcos Mansur (PSDB) e o senador Magno Malta (PR) – ambos evangélicos – partiram para o ataque contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva(PT). Na última quarta-feira, em um evento em São Paulo, diante de uma plateia de sindicalistas, o petista disse, em tom de ironia, que“pastores gostam de responsabilizar o diabo pelas coisas ruins”. A declaração foi mal recebida.

Ontem, ao subir à tribuna da Assembleia Legislativa, Mansur exibiu um vídeo divulgado no último fim de semana pelo também pastor Silas Malafaia, com fortes críticas a Lula. “O mensalão não foi o diabo não, foi o PT. A roubalheira escandalosa da Petrobras não é o diabo não, é o teu partido, é o PT”, diz Malafaia na gravação.

Leia reportagem completa em PDF.

No dia Nacional da Adoção, Magno Malta quer mudança na lei para fortalecimento das famílias

Ligado .

Para marcar 25 de maio, Dia Nacional da Adoção, Senador Magno Malta (PR/ES) quer acabar coma] a lista de espera e acha que sentimento dos pais deve prevalecer, independente da cor, beleza física e até mesmo sendo ou não portador de alguma doença. “É a única oportunidade que o homem tem de dar à luz”, lembrou Magno.

Magno Malta, em entrevista, lembrou que, “segundo o Cadastro Nacional de Adoção, criado pelo governo há 5 anos, aproximadamente 50 mil crianças e adolescentes vivem em abrigos em todo o País. Cerca de 5 mil deles, apenas, estão aptos à adoção e aguardam seu destino, que é decidido pelas Varas da Infância, Juventude e do Idoso espalhadas pelos municípios. O quadro de mais de 40 mil casais na fila de espera de adoção seria um grande alento, não fosse o perfil exigido pelas famílias para as crianças a serem adotadas. Adoção tem que ser feita pelo sentimento”.

Magno Malta responde e critica Lula pelo deboche aos líderes religiosos

Ligado .

Os deboches do ex-presidente Lula sobre os pastores evangélicos  repercutiram de forma muito negativa entre os líderes evangélicos. “Sabe o que é do diabo? Os vícios. Sujeito é alcoólatra, desgraça a vida, vive bêbado… É do diabo. Você entende disso?”, questionou Magno Malta (PR/ES)
 
Durante uma palestra a sindicalistas, Lula fez piada com os pastores evangélicos enquanto sugeria um tema aos presentes no evento. Disse que a estratégia para explicar situações de contratempos é ter um inimigo a quem culpar. “não conseguiu comprar um carro, coloca a culpa no diabo, perdeu o emprego fala que foi o diabo”, zombou ex-presidente.

Magno Malta é aplaudido na sessão em Homenagem à data nacional da criação do Estado de Israel

Ligado .

Magno Malta revelou que é um momento importante que regozija o coração do povo cristão. “Eu morei lá, estudei através de uma bolsa, mas para minha alegria, todos os dias, às 9 horas da manhã cantava em frente ao túmulo de Jesus”, revelou Magno Malta.

Para o senador Magno Malta (PR-ES) “é o momento importante para fazer reflexão sob o prisma espiritual da vida desta nação. O Brasil vive um momento caótico, marcado pela corrupção, porque nossos governantes atuais amam os inimigos de Israel”. Explicou o senador do Espírito Santo, sob aplausos.

Magno Malta preside sessão da CPI da Máfia das Próteses e pede a quebra de sigilos bancário e fiscal dos acusados

Ligado .

Senador Magno Malta (PR/ES) voltou de Porto Alegre convicto da existência da Máfia das Próteses e oficializou a quebra de sigilos bancários, telefônicos e fiscal de 9 pessoas físicas e jurídicas. “Trata-se de um golpe sangrento, violento, que mutilou pessoas e roubou fortunas”, lamentou Magno Malta.

Entres os que vão ter a quebra de sigilo, constam advogados, médicos e empresários. O principal acusado, o médico Fernando Sanchis que operava uma rede envolvendo médicos novatos, advogados e empresários. “Mas vamos chegar fundo nesta máfia,”, ameaçou.

Na próxima semana, senador fará uma reunião técnica para traçar as ofensivas e programas novas oitivas. “Estamos no caminho certo e com o relator, senador Humberto Costa (PT/PE) agiremos com cautela e prudência, mas com foco em aniquilar esta ação criminosa”, finalizou Magno Malta.

Assessoria de Imprensa

Magno Malta recebe público ecumênico e ilustres convidados no relançamento da Frente da Família

Ligado .

O  auditório Petrônio Portella,   no  Senado Federal, ficou  pequeno para receber   o público de mais de mil pessoas que prestigiou o relançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Família e Apoio à Vida, que contou com a participação de outros senadores, como Eduardo Amorim (PSC-SE), José Agripino (DEM-RN), Lídice da Mata (PSB-BA) e Walter Pinheiro (PT-BA), além de lideranças de todas as religiões, músicos e atletas.”Quero trabalhar para defender nossas crianças e jovens das ameaças que sofrem a cada dia neste mundo considerado moderno com tantos riscos para às famílias”, prometeu Magno Malta.

A ex-deputada federal e cantora Lauriete, abriu o evento com o hino nacional sob uma bandeira do Brasil e mensagens contra o aborto no País. Momento de forte emoção. O presidente da Frente da Família, senador Magno Malta defendeu também  o projeto do Estatuto da Família, que, segundo ele, significa manter valores, a seu ver violados com campanhas pelo reconhecimento do casamento homossexual e legalização do aborto e das drogas.

Magno Malta lança Frente da Família para ampliar os direitos das crianças e jovens

Ligado .

Será amanhã, quarta-feira, 20, no auditório Petrônio Portela, no Senado Federal, o lançamento oficial da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Família e Apoio à Vida, que é presidida pelo senador Magno Malta. “Vamos apresentar e dar apoio a todos os projetos de lei que visam ampliar a proteção às nossas crianças e jovens", afirma Magno Malta

O lançamento da Frente da Família contará com a presença de deputados e senadores compromissados com a defesa da vida e dos valores da família. Líderes evangélicos e cantores gospel, entre outros convidados de vários Estados. Magno Malta quer apoio para priorizar a defesa das crianças e dos adolescentes brasileiros que, de acordo com o senador, hoje estão vulneráveis, principalmente na internet, a pedófilos e exploradores.

Presidente da CPI é juiz eleito pelo povo para depurar a corrupção com igualdade social

Ligado .

Senador Magno Malta, experiente em presidir importantes Comissões Parlamentares de Inquérito do Congresso Nacional, esteve em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, com a missão de investigar a Máfia das Próteses. Trata-se de uma quadrilha chefiada por intelectuais, médicos, empresários, advogados que além de manipular incautos homens de bem,  jovens talentos, roubava dos cofres públicos e o pior, com toda certeza, aumentava a dor de centenas de doentes pobres no momento delicado em que o corpo sofrido exigia tratamento digno e eficiente. Presidindo as oitivas da CPI da Máfia das Próteses no Brasil, durante dois dias, Magno Malta, senador pelo Espírito Santo, encontrou um quadro de amargura, ações delinquentes de médicos ambiciosos por fortunas, família sangrando que jogaram a moral na lama e imagens de um Brasil que está no CTI precisando ser expurgado e passar por assepsia aliviando o cidadão da sequela da corrupção.

 Neste combalido quadro pintado pelas mãos ambiciosas de cirurgiões e alimentado por empresários gananciosos, o juiz do povo, neste momento, tem usar sabiamente a espada da ética para salvar os honestos, aplicar o duro golpe nos opressores e defender a moral de nossa Pátria. No Sul do País, registramos, ao lado do senador, a crueldade de quem sabe que para a sequela emocional de uma criança, filho de uma vítima desmoralizada injustamente, não tem próteses e que a coragem de jovem médico para denunciar o próprio irmão mafioso é gesto de nobreza de imensurável grandeza para curar as mazelas no sistema de saúde brasileiro.

Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: magnomalta@senador.gov.br

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS