Magno Malta cobra opinião de Alexandre de Moraes sobre temas polêmicos

Ligado .

Foto: Roque de Sá/Agência Senado

Durante a sabatina a Alexandre de Moraes na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), na tarde desta terça-feira (21), o senador Magno Malta (PR-ES) afirmou que o posicionamento e as crenças são mais importantes que o currículo do indicado.

O senador questionou a Moraes, indicado para o Supremo Tribunal Federal, sobre temas polêmicos como decisões monocráticas, aborto, drogas, infanticídio nas tribos indígenas, redução da maioridade penal e relacionamento de ministros do STF com parlamentares.

'O sr. não tem vergonha’?, diz Magno Malta a Alexandre de Moraes

Ligado .

Alexandre de Moraes e Magno Malta. Foto: EstadãoApós mais de sete horas de sabatina na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, ministro licenciado da Justiça indicado pelo presidente Temer para o Supremo ouve provocações do senador do Espírito Santo

O senador Magno Malta (PR/ES) perguntou ao ministro licenciado da Justiça Alexandre de Moraes se ele ‘não tem vergonha’ de ter feito lobby para ser aprovado ministro do Supremo Tribunal Federal. “O sr. que está servindo um governo, o sr. não tem vergonha de ter feito um lobby de gabinete em gabinete (no Senado)? É hipocrisia demais”, provocou Malta.

Moraes defende que crime hediondo cometido por menor tenha pena de até 10 anos

Ligado .

Durante sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) nesta terça-feira (21), o ministro licenciado Alexandre de Moraes defendeu que a pena máxima de reclusão para menores de idade condenados por crimes hediondos deveria aumentar de três para dez anos de internação.

Segundo ele, o Estatuto da Criança e do Adolescente "peca na proporcionalidade entre o ato praticado e a sanção". Moraes considerou ainda que os jovens devem ser separados em uma ala específica após completarem 18 anos. "Na minha experiência, ao acumular a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo e a presidência da Febem, percebi que, ao fazer 18 anos, então maior de idade, o jovem vira um líder e acaba incentivando maior violência", afirmou o indicado ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Sabatina do Ministro Alexandre de Moraes para o Supremo Tribunal Federal

Ligado .

Senador Magno Malta classificou a sabatina do Ministro Alexandre de Moraes para o Supremo Tribunal Federal, de show de amnésia, com toques de hipocrisia. “Nos 16 anos que estou no Senador Federal, todos os indicados para o STF visitaram meu gabinete, e alguns chegam aqui e vendem a mãe.  Lula indicou um jovem do PT, comprometido, outros indicados, como Edson Fachin choveram denúncias. Eu quero é saber das convicções dos indicados”. Veja como Senador Magno Malta questionou o Ministro Alexandre Moraes, nesta terça-feira, na Comissão de Constituição e Justiça.

Magno Malta na sabatina do Ministro Alexandre de Moraes

Ligado .

Já começou, na CCJ, a sabatina com o Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, indicado pelo Presidente da República, para Ministro do STF. Senador Magno Malta preparou uma intensa pauta de questionamento, ponderando sobre a Lava Jato, legalização do aborto, dos jogos de azar e estrutura da segurança pública. Confira o vídeo gravado nesta manhã de terça-feira.

Brincadeira de mau gosto

Ligado .

Senador Magno Malta considerou um escárnio, verdadeira brincadeira de mau gosto e zombaria a proposta de emenda à Constituição de autoria do senador Romero Jucá, que determina que os presidentes da Câmara e do Senado, assim como o do Supremo Tribunal Federal (STF), só poderão ser responsabilizados por crimes que cometerem durante o mandato. Hoje, a regra só vale para o presidente da República. “Os tempos mudaram e ele não está ouvindo a sociedade, que não suporta mais este tipo de impunidade. É revoltante, mas ainda bem que alguém teve juízo e pediu para que este escárnio fosse retirado de pauta”, explicou Magno Malta, em vídeo gravado, na tarde desta quinta-feira. Confira.

A volta do ex-prefeito Aldair Pinheiro para cadeia

Ligado .

Senador Magno Malta parabeniza Ministério Público que corrigiu falha e voltou com o ex-prefeito Aldair Pinheiro para cadeia.  Ele foi condenado por crimes de exploração sexual de criança e tinha recebido indulto presidencial. Magno Malta, que combate a pedofilia, pediu revisão do benefício, pois Aldair cometeu crime hediondo.

Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: magnomalta@senador.gov.br

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS