'Homem nenhum pode parar a Lava Jato'


Ligado .

"Não tem homem neste país capaz de parar a Laja Lato". A afirmação foi feita hoje (3/4) pelo senador Magno Malta (PR), na Comissão do Impeachment.

Ele reiterou que vai votar pelo afastamento da presidente Dilma, mas disse que não acredita que o vice presidente, Michel Temer (PMDB) dê jeito no Brasil.

O senador queria desconstruir alegação do PT, de que com Temer a frente do governo, a Lava Jato acaba."Não acaba, hoje estão presos figuras ilustres do PT", disse o senador.

Senador Magno Malta é destaque na Comissão Especial e questiona juristas

Ligado .

Vocês viram as peças publicitárias da campanha da Dilma? Perguntou Magno Malta aos advogados da Dilma. Ela mentiu e pedalou. O desemprego é fruto da pedalada. Vocês advogados, podem defender, pois um dia eu também cometi este erro. Os mais ricos do Brasil estão presos e são amigos do Lula e da Dilma. Não tem como desmembrar este processo do jurídico do político. O conjunto da obra é a questão e cabe aos juízes esta decisão. Veja o vídeo

Magno Malta afirmou que Dilma mentiu ao camuflar a realidade econômica do país

Ligado .

“Eu preciso recorrer ao conjunto da obra porque nós temos hoje 11 milhões de desempregados. Dilma pedalou e mentiu no processo eleitoral”, resumiu Magno Malta, atuante na Comissão Especial do Senado que decidirá o rumo da presidente da República nesta sexta-feira

Na hora de defender o governo, no entanto, eles recorrem ao conjunto da obra, como reafirmou Magno Malta, na sessão da comissão especial do impeachment. Para advogados e juristas que defendem o governo, Magno manteve o mesmo discurso quando votaram os vetos da Lei de Responsabilidade Fiscal em dezembro de 2014, fato que considerou uma violação grave refletindo diretamente na economia do País.

Descriminalização do aborto volta a causar polêmica em Comissão

Ligado .

A legalização do aborto até as doze primeiras semanas de gestação foi tema de mais um debate na Comissão de Direitos de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH). Na audiência pública desta quinta-feira (28), feministas e advogadas defenderam a regulamentação e o direito de escolha das mulheres, com base em sua dignidade e autonomia. Militantes de grupos pró-vida, contrários ao aborto, rejeitaram enfaticamente a proposta, a partir da visão de que a vida começa na concepção e desde esse momento deve ser protegida.

Magno Malta realiza mais uma audiência pública para debater o aborto no Brasil

Ligado .

Esse foi o quinto debate realizado pela comissão para instruir a análise da Sugestão 15/2014, proposta de iniciativa popular recebida pelo Senado, que contou com mais de 20 mil manifestações de apoio pelo sistema e-Cidadania. Pelo texto, a interrupção voluntária da gravidez dentro das doze primeiras semanas deve ser garantida por meio do sistema público de saúde. A audiência foi solicitada pelo senador Magno Malta (PR-ES), que dirigiu a maior parte da reunião, aberta pelo presidente da CDH, Paulo Paim (PT-RS).

Malta diz que argumentos de defesa contra impeachment são condizentes com programa de humor

Ligado .

Brasília - O senador Magno Malta (PR-ES) voltou a defender o afastamento da presidente Dilma Rousseff em seu pronunciamento na Comissão Especial do Impeachment, nesta quarta-feira, 27. Ele foi o último orador inscrito e brincou, em sua fala, que "os argumentos da defesa dão inveja a quem escreveu os textos da Escolinha do Professor Raimundo". O plenário estava vazio - apenas o senador Telmário Mota (PDT-RR), que o antecedeu, permanecia na sala. A mesa não riu da piada.

Mesmo assim, Malta seguiu a brincadeira e comparou o ministro da Advocacia-Geral da União, José Eduardo Cardozo, ao personagem Rolando Lero, que na Escolinha "enrolava" o professor, porque não sabia responder aos questionamentos em sala de aula. "Sei que ele tem que defender seu cliente, mas tenho a sensação de que, quando ele fala, o Chico Anysio vai entrar na sala a qualquer momento", disse.

Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: magnomalta@senador.gov.br

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS