Maranhão acende uma vela para Deus e outra para o Diabo, diz Magno Malta

Ligado .

 
Segundo Magno Malta, a decisão do presidente interino foi uma aberração, mas que não deve assustar ninguém / Foto: Euzivaldo Queiroz  

O senador Magno Malta (PR/ES) está em Manaus e comentou a decisão do presidente interino da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão, de anular a tramitação do processo de impeachment de Dilma Rousseff

De passagem por Manaus, o senador Magno Malta (PR/ES) comentou nesta segunda-feira (9) a decisão do presidente interino da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP/MA), de anular a tramitação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff no Congresso Nacional.

Magno Malta prevê que sabedoria de Salomão vai cassar Dilma pela soberba.

Ligado .

Durante o intenso debate do relatório da Comissão Especial, na tarde desta quinta-feira, senador Magno Malta, com formação acadêmica em teologia, afirmou em tom sereno, que o caminho mais curto para o tombo é a soberba, o próprio Rei Salomão cassará o mandato da presidente Dilma. A declaração foi compartilhada por milhares de usuários nas redes sociais. “A polêmica de hoje estava prevista, pois os derrotados não reconhecem a queda, mas, há 3 mil anos, Rei Salomão, em provérbios, mostrou a verdade enquadrando Dilma Rousseff e seus aliados”, ensinou Magno Malta.

Esta sexta-feira entra para a história moderna do Brasil. A Comissão Especial do Senado Federal vai votar o relatório do senador António Anastasia que recomenda o afastamento da presidente Dilma Rousseff. “Ouvimos com educação e respeito os argumentos da defesa e dos juristas, mas senadores maduros não trocam o voto por simples explicação sem fundamento. A ética não permite anunciar um placar, mas no plenário, a derrota será esmagadora”, disse Malta.

Magno Malta não quer cobrança de pedágio em rodovias para ambulâncias e doentes

Ligado .

O projeto de Lei de autoria do Senador Magno Malta, apresentado esta semana, dispõe sobre a isenção da tarifa de pedágio nas vias federais, exploradas direta ou indiretamente, pelos veículos que transportem pessoas com doença grave ou degenerativa. “Acho justo isentar da cobrança da tarifa de pedágio nas vias federais, exploradas direta ou indiretamente, os veículos particulares que transportem portadores de doença grave ou degenerativa nos termos desta Lei”, explicou Magno Malta.
 
“Sendo o sistema de saúde no Brasil desequilibrado, os centros de saúde são concentrados em poucas cidades. Em todo o país, milhares de pessoas portadoras de doenças graves ou degenerativas sofrem com a necessidade de se locomover para longe de seus municípios para passar por tratamentos médicos. Muitas dessas famílias são de poucas posses, de maneira que, além do sofrimento causado pela enfermidade, ainda pesam sobre elas os elevados custos com transportes”, justificou Magno.

Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: magnomalta@senador.gov.br

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS