Magno Malta vira noite no Congresso, acusa Dilma de estourar cheque e manipular lei para ter mais crédito

Ligado .

Exausto, depois de quase 20 horas de debate, senador Magno Malta (PR/ES) gravou vídeo e postou nas redes sociais, um desabafo, contra o projeto que viabiliza a manobra fiscal que permite o Governo Fechar, mesmo em déficit, as contas deste ano. “Dilma estourou o cheque especial dela e quer que paguemos a conta, mas não vamos fazer isso, então ela convidou a gente para falsificar um documento para conseguir um crédito maior ainda no banco”, Magno Malta usou analogia para esclarecer a vergonha que indignou o povo brasileiro
 
 Em uma sessão tumultuada, cansativa e polêmica,  o Congresso Nacional aprovou no fim da madrugada desta quinta-feira o projeto de lei que altera a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2014, permitindo a revisão da meta de resultado fiscal deste ano. Apesar da longa obstrução dos oposicionistas, o governo conseguiu manter o quórum e aprovar o projeto por votação nominal. Foram 240 votos a favor, na Câmara, e 39 no Senado. Senador Magno Malta ficou revoltado com a estratégia da mesa diretora e da manobra do Governo Federal e pretende recorrer par evitar a violação de uma lei importante para a moralização do setor público nacional.

Magno Malta denuncia tentativa de violação da conceituada Lei de Responsabilidade Fiscal

Ligado .

Durante a Sessão do Congresso Nacional, nesta terça-feira, senador Magno Malta (PR/ES) afirmou que a votação dos vetos Presidenciais é abrir caminho para violação da lei de Responsabilidade Fiscal. “A presidente Dilma não pode alterar em beneficio próprio uma lei imexível para satisfazer caprichos para quem não teve cuidados com as contas do País com medidas eleitoreiras”, afirmou Magno

“Pau que dá em Chico dá em Francisco, segundo o ordenamento jurídico do País, a Lei só retroage para não prejudicar,  mas só para beneficiar, e depois de penalizar diversos fichas sujas, com esta violação, muitas corruptos punidos serão premiados e recorrerão.”Denunciou em tom firme, Magno Malta, muito aplaudido pela galeria lotada, deixando claro que a violação da Lei de Responsabilidade Fiscal é prejudicial para a nação.

Magno Malta é homenageado pela Câmara de Vinhedo e afirma que não é subserviente

Ligado .

A Câmara Municipal de Vinhedo, São Paulo, por unanimidade, homenageou o senador Magno Malta (PR/ES) com Moção de Congratulações pelo discurso proferido após o pleito eleitoral, mostrando independência e alertou para o momento delicado que o País vive após uma eleição que dividiu o eleitorado brasileiro. “não há demérito em ser base de governo: demérito é subserviência, e subserviente eu não sou”, afirmou Magno em pronunciamento nesta terça-feira, no Senado Federal

Lei de Magno Malta permitindo dupla tarifação é realidade com energia mais barata no campo

Ligado .

Distribuidora de energia elétrica no Espírito Santo, a EDP, está antecipando o fornecimento gratuito de medidores de energia elétrica para os produtores rurais que irrigam suas lavouras. A Lei, de autoria do senador Magno Malta (PR/ES) vai proporcionar desconto de 60% a 90% sobre a tarifa de energia elétrica. “Fico feliz com a antecipação da dupla tarifação”, comentou Magno Malta
 
Segundo a Lei do senador Magno Malta, o desconto incidirá na tarifa sobre o consumo no horário de 21h30 e 6h ou das 2h30m às 11 horas. O consumo de energia elétrica para irrigação fora desse horário não terá desconto e o produtor pagará a tarifa já com beneficio para o setor rural. “Foi uma forma de incentivar a agricultura social, pois o desenvolvimento do País passa pelo campo, mesmo antes de chegar até as regiões metropolitanas. Sem comida ninguém trabalha”, lembrou Magno Malta.

Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: magnomalta@senador.gov.br

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS