Magno Malta defende no parlamento de Taiwan a Democracia Brasileira

Ligado .

Convidado oficial do Governo de Taiwan para a posse da nova presidente Tsai Ing Wen, senador Magno Malta, aproveitou a oportunidade para esclarecer no parlamento da República da China, o momento político do Brasil e afirmou que “a democracia brasileira é consolidada, não deu golpe e que suas instituições são sólidas, firmes e prevalece a justiça”.

Senador Magno Malta, participa na sexta-feira, em Taiwan, do momento histórico, marcado pela troca de governo e posse da presidente Tsai Wen. No convite oficial, o governo esclarece que acompanha o dedicado empenho do senador do Espírito Santo na sessões que culminaram com o afastamento da presidente Dilma Rousseff.

Para Magno Malta austeridade e recuperação do crédito é o caminho certo para arrumar o governo

Ligado .

Ao avaliar as primeiras medidas do presidente em exercício, Michael Temer, senador Magno Malta, acredita que o ponto fundamental é a reorganização da economia, pois com este setor desarrumado, não tem como fazer a indústria crescer, não tem como gerar emprego e não tem como garantir segurança para o investidor estrangeiro. “ Emblemático, mas hoje somos 13 milhões de desempregados no país, inverter esta dura herança é o ponto chave”, afirmou Magno Malta.

Para Magno Malta, manter e melhorar os programas sociais é outro ponto importante, pois o Partido dos Trabalhadores, de forma covarde, inflamou o povo com a falácia de que o social não seria prioridade, mas Temer já fotografou que as boas heranças serão aproveitadas e até mesmo ampliadas. “O bolsa família tem uma boa porta de entrada, mas precisa de uma porta de saída”, salientou Malta.

Magno aponta gangrena, e Ferraço fala em crime

Ligado .

Discurso de capixabas centrou fogo nos fracassos de Dilma

Os senadores capixabas Magno Malta (PR) e Ricardo Ferraço (PSDB) subiram a voltagem das críticas contra o governo do PT ao discursarem na sessão do afastamento da presidente Dilma Rousseff (PT). Para o tu- cano, a petista maquiou o colapso das contas públicas e mudou a meta fiscal “para limpar a cena do crime” das pedaladas. Já Magno não deixou barato a implosão do Fundap capixaba pela gestão Dilma e comparou sua derrocada à amputação de uma perna com “gangrena”, para o “corpo febril” poder recuperar a saúde.

Leia a matéria completa aqui

Fonte:  A Gazeta

Magno Malta garante que herança deixada pela presidente é desafio para novo governo

Ligado .

"Estamos diante de um corpo febril e assaltado de taxas altíssimas de diabetes. O país hoje é como um corpo diabético e febril, com uma perna cheia de gangrena, pronta para ser amputada. Se amputarmos a perna, salvaremos o corpo”. Com esta analogia, senador Magno Malta retrata a crise econômica, o desemprego e a falência que tiraram o sono dos brasileiros e por isso defendeu o afastamento da presidente, porém prevendo dias difíceis
 
“O PT destruiu os valores da família e durante 13 anos impôs uma política de aparelhamento do governo para servir ao chamado proletariado. Agora, estamos quebrando um ciclo para recomeçar e precisamos de muita paciência, pois o Brasil ainda não chegou no fundo do poço”, afirmou Magno.

Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: magnomalta@senador.gov.br

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS