Um país rico

Ligado .

Em Israel, neste Natal, Magno Malta mostra a riqueza da terra trabalhada pelas mãos de um povo bom de coração.

Reconhecimento divino

Ligado .

Viajando pelo Oriente Médio, senador Magno Malta, esclarece o motivo pelo qual o Brasil precisa reconhecer Jerusalém como Capital de Israel. É uma reivindicação antiga

 

Revivendo os passos de Jesus na Palestina

Ligado .

Na cidade mais antiga do mundo, Magno Malta e o primo Dinho, visitam as escavações arqueológicas do muros de Jericó. Revivendo os passos de Jesus na Palestina. Fortes emoções

Mamãe me acode

Ligado .

Senador Magno Malta ficou irritado com decisão do Ministro Marco Aurélio. Mas antes do presidente do STF, ministro Dias Toffoli, cassar a decisão do ministro Marco Aurélio Mello, que havia suspendido a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância, Magno Malta gravou vídeo fazendo este pedido ao Tofolli para não afrontar a Lava Jato com este vergonhosa medida do Ministro Marco Aurélio. Confira.

Magno Malta em defesa da futura Ministra Damares Alves

Ligado .

Senador Magno Malta não se cala perante a injustiça e grava vídeo em defesa da sua assessora Damares Alves, indicada para o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos do novo governo. “Não se abata, Damares, vamos continuar com fé no Jesus do Pé de Goiaba”.

A luta continua

Ligado .

“A Deus dedico-me toda honra”. Assim, com voz serena, senador Magno Malta, no Grande Expediente, fez, nesta quarta-feira, de improviso, um balanço da sua história na vida pública. Uma despedida, entre aspas, pois a luta continua. Não tem palavras que substituam a oratória do senador. Veja na íntegra a tão esperada manifestação do senador Magno Malta e seu legado com tantos embates e sempre o bom combate. Um político de mãos limpas, que conquistou muitas vitórias. “Conhecerei a verdades e a verdades vos libertaras”, citou Magno as palavras de Jesus ditas pelo presidente eleito para quem eu desejo sabedoria para governar o Brasil.

Em último discurso no Senado, Magno Malta diz que continua amigo de Bolsonaro

Ligado .

Em seu discurso de despedida no Congresso Nacional, o senador Magno Malta (PR-ES) disse nesta quarta-feira, 12, que não se arrepende de ter "cruzado o País" em nome de Jair Bolsonaro (PSL) e que "faria tudo de novo" pelo presidente eleito. Desde que Bolsonaro definiu os nomes de seu corpo ministerial, Magno Malta estaria demonstrando frustração e descontentamento com o antigo aliado, o que ele nega.

"E começamos a ver, há dois anos, o Brasil se movimentando em torno de si, uma nação que virou - nunca tinha visto. O Brasil se tornou militante de si mesmo, o Brasil virou militância. O pai de família militou por ele, militou pelos filhos, uma militância contra uma militância. Era a militância da família, da vida, do bem, dos valores, contra a militância da erotização de crianças, do desrespeito à criança, do desrespeito à escola, escola com partido, ideologia de gênero", afirmou. "As pessoas passaram a chorar nas ruas, emocionaram-se com o Hino Nacional. Milhares, milhares, milhares e milhares foram às ruas, o País verde e amarelo se tornou militante de si mesmo. Digo ao senhor, Sr. Presidente, que eu faria tudo de novo - faria tudo de novo"

Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: magnomalta@senador.gov.br

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS