Fim do foro privilegiado

Ligado .

O fim do foro privilegiado é votado no Senado. Para o senador Magno Malta, todos são iguais e todos têm que responder perante a lei. “O fim do foro privilegiado demorou tanto que devemos é pedir desculpas ao Brasil”, disse Magno Malta. Confira o vídeo gravado no início da noite de desta quarta-feira.

Magno Malta participa da 10° edição da Marcha pela Vida contra legalização do Aborto e das Drogas

Ligado .

O objetivo, segundo o senador Magno Malta, é chamar a atenção da população e do Supremo Tribunal Federal, onde tramitam ações a favor da legalização do aborto e da maconha. “O Brasil é majoritariamente cristão e não podemos permitir que meia dúzia de homens possam tomar decisão tão importante que vai refletir diretamente nas famílias brasileiras” disse Magno para uma grande multidão que tomou a Esplanada, em Brasília, nesta tarde de terça-feira.

O Grande Ato da Marcha é contra a Ação de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 442, que propõe a descriminalização da prática em qualquer circunstância, desde que a gestação não ultrapasse a 12ª semana. O grupo também é contrário a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 5581 que pede a legalização do aborto nos casos em que a gestante for diagnosticada com zika. “Aborto é crime, seja como for, alertou Magno Malta.

Magno Malta: protestos não significam que o povo quer volta de Dilma ou do PT

Ligado .

O senador Magno Malta (PR-ES) afirmou que os manifestantes que estavam hoje nas ruas de Brasília rejeitam as reformas previdenciária e trabalhista propostas pelo governo, e ainda pedem a saída de Michel Temer da Presidência do país.

Malta destacou, porém, que isso não quer dizer que esse movimento veio pedir a volta do Partido dos Trabalhadores ou de Dilma Rousseff.

Magno Malta fala da manifestação em Brasília

Ligado .

Senador Magno Malta, em plenário, revelou os verdadeiros motivos da manifestação que parou Brasília, nesta quarta-feira, com cenas fortes de violência. Magno separou os manifestantes que querem um país melhor e pedem a saída de Temer, dos baderneiros que depredaram patrimônio público, patrocinados pelos sindicatos querendo a volta do PT. Para o senador, a população quer esclarecer o motivo da impunidade dos empresários proprietários da JBS que cometeram crime de lesa-pátria, roubaram do povo brasileiro e estão bem nos EUA. “Infelizmente esta sessão era para debater o foro privilegiado”, disse Magno Malta. Confira na íntegra o pronunciamento de hoje do senador Magno Malta.

Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: magnomalta@senador.gov.br

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS