Magno Malta vai solicitar ao ministro da Justiça para reclassificar novela Babilônia para 16 anos

Ligado .

"Não quero tirar do ar. Nem tirar as personagens. Só acho que eles pesaram a mão. Hoje, segunda-feira, enviarei ofício para o ministro da Justiça para reclassificar para 16 anos. Eu não quero minhas filhas vendo duas senhoras homossexuais se beijando. São cenas muito pesadas para aquele horário." Explicou senador Magno Malta, para o jornal eletrônico UOL, que promove a novela da Rede Globo como entretenimento.

Senador Magno Malta, presidente da Frente Parlamentar Mista Em Defesa da Família Brasileira, afirma  que “ninguém é obrigado a assistir nenhum programa e que a educação dos filhos é responsabilidade dos pais, mas acha que uma concessão pública de TV deve ser fiscalizada. Trinta segundos de novela destroem anos de educação em casa." Avaliou Magno.

Para Magno Malta é ofensivo chamar corrupção de senhora, pois na verdade é um monstro

Ligado .

Entre outras pautas, senador Magno Malta (PR/ES) em plenário, criticou o pacotão anticorrupção apresentado ao Congresso pela presidente Dilma Rousseff. “ Se você fechar um buraco de rato, ele abre em outro lugar. Uma lei contra corrupção é tapar um buraco de rato. Nós estamos fazendo papel de parlamentar ou de pedreiro? Você (eleitor) precisa, com seu título, com seu voto, com sua cidadania, matar o rato”. Alertou Magno Malta.

Enfático, Magno Malta disse também que o pacote anticorrupção é um cadeado de bicicleta, o ladrão rouba a bicicleta com o cadeado também. E foi mais longe, “considero  uma grande infelicidade taxar a corrupção de senhora. É uma ofensa a todas mulheres. Eu considero esta corrupção ativa e passiva, um monstro que destrói o nosso País. Senhoras não fazem isso.”, explicou Magno Malta.

Magno Malta garante que brasileiros voltam às ruas e pimenta nos olhos dos outros é refresco

Ligado .

Em mais um contundente pronunciamento no Congresso Nacional, senador Magno Malta (PR/ES) deixou claro que o Brasil não é da esquerda, nem da direita, mas dos brasileiros e todos tem o direito de manifestarem pacificamente seus ideais. “Não podemos rotular quem participou de  manifestação no dia 13 ou no dia 15 e nem faltar com respeito a presidente do País, porém acompanhei no domingo, com emoção, famílias inteiras, pessoas de todas as idades e segmentos sociais, demonstrando o poder da liberdade de expressão sem vandalismo. E pelo que estou vendo, o povo vai voltar às ruas”, adiantou Magno.

Senador Magno falou que as pessoas que estavam nas ruas queriam mostrar a indignação, revelando o sentimento de um povo que escutou mentiras no final do ano passado, no período pré-eleitoral. “nós ouvimos a presidente garantir que o País estava uma maravilha, que não ia mexer nos direitos de trabalhadores, não aumentaria juros e nem impostos. Este povo foi às rua saber se a presidente falou a verdade ou mentira, sem esquerda e sem direita. As pessoas estão nas ruas questionando sobre as lambança da Petrobras.”, lembrou Magno,

Esta foi a quarta edição do evento religioso em Caxias.

Ligado .

Uma multidão lotou o ginásio de esportes João Castelo no último sábado (14) para assistir ao Show da Vida, evento religioso realizado com patrocínio da Prefeitura Municipal de Caxias e que trouxe como slogan “Caxias contra as drogas e contra a pedofilia”.

Esta foi a quarta edição do Show da Vida em Caxias. O evento contou com as presenças do prefeito Leonardo Coutinho, a primeira dama e secretária da Mulher Liana Coutinho, do senador Magno Malta e dos cantores Léo Castro, Lauriete e Karla Malta.

Magno Malta já está em Brasília para cobrar consequências das manifestações

Ligado .

Senador Magno Malta (PR/ES) acompanhou de perto as manifestações, registrou várias arbitrariedades e ouviu o anseio popular. Agora, vamos para as consequências, o povo ordeiro espera uma resposta da classe política”, prometeu Malta.
 
Prisão de jovem em Belo Horizonte, em Fortaleza, exemplo de força da união, os paulistas, por iniciativa própria, tomaram às ruas, ameaças de mais manifestação em Brasília, multidão de justos indignados em Manaus, o carioca parou o Rio de Janeiro, no meu Espírito Santo, o jovem trabalha confiando em Deus, já perdeu a fé na Dilma e o dia 15 de março entra para história da consciência política do povo brasileiro. Neste domingo, meu coração pulsou forte pela coragem do meu povo", revelou Magno.

Magno Malta conclama famílias brasileiras para manifestação da indignação dos justos

Ligado .

Senador Magno Malta (PR/ES) apoia a histórica manifestação contra o atual governo de Dilma Rousseff (PT). “Vamos às ruas, com paz e respeito, mostrar a total indignação e também reivindicar mais lisura, moral, decência, transparência e que a Presidente não corte na carne do povo como vem fazendo para tentar corrigir os próprios erros”, justificou Magno Malta.

Durante a semana, em plenário, depois de votar não contra todos vetos da Presidente Dilma, que reajustou impostos dos trabalhadores, inclusive domésticos, senador Magno Malta mostrou-se indignado com as mentiras e falsas promessas do Governo Federal. “Qual Dilma eu devo-me dirigir, a de quatro meses atrás, ou atual que aumentou os juros, os impostos e estuprou a séria e importante Lei das Responsabilidades Fiscais?”, questionou Magno Malta.

Em total de indignação, Magno Malta também esclarece que a Petrobras nunca foi nossa. “O consumidor não suporta mais esta mentira. Pagamos pelo óleo mais caro da América, nossa gasolina também é uma das mais caras e a corrupção da Petrobras é do PT, não é nossa”, disse.

Magno Malta, indignado com mentiras da Dilma, apela para Governo não cortar na carne do povo

Ligado .

Em aparte, duro e firme, durante sessão em conjunto no Congresso Nacional, senador Magno Malta (PR/ES) citou as duas personalidades de Dilma Rousseff, uma antes das eleições e  atual, que mente, faz lambanças e deixou o País em uma crise profunda. “Falta humildade da presidente para reconhecer os erros e continua enganando o povo, mesmo depois de estuprar a Lei de Responsabilidade Fiscal, aumentado os juros e agora, novamente, os impostos”, lamentou Magno Malta.
        
“Só falta fazer chover para cima, pois já vi tudo. A presidente faz de conta que resolve e muita gente faz de conta que acredita. Dilma afirma que está cortando na carne por causa da crise que, ela mesma provocou, a crise é grande sim, mas ela está cortando é na carne do povo. Falta humildade em pedir perdão e corrigir o erro diminuir o número de Ministérios e acabar com a corrupção”, clamou Magno Malta.

Magno Malta apresenta projeto de lei que classifica trote estudantil crime hediondo

Ligado .

Senador Magno Malta (PR/ES) quer no Código Penal, tipificar o crime de trote estudantil e incluí-lo  no rol dos crimes hediondos se resultar em morte. “Já se foi o tempo em que o trote estudantil era uma prática aceitável. Antes, eram brincadeiras apreciadas até mesmo pelos calouros, a quem eram impostas as prendas a esse título. Houve, infelizmente, uma mudança no comportamento dos estudantes, que os levou a aplicar métodos vexatórios e até mesmo cruéis para os trotes”, justificou Malta.

Segundo, o senador do Espírito Santo, “Não se pode mais tolerar condutas dessa natureza. Já passou da hora de se punir, de modo exemplar, os responsáveis por essas brincadeiras de mau gosto. Nesse sentido, além de tipificar a conduta do trote estudantil, o projeto que apresentamos inclui o referido delito no rol dos crimes hediondos, quando causar a morte da vítima”, detalhou Magno Malta.

Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: magnomalta@senador.gov.br

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS