Magno Malta quer informações de estatais sobre patrocínios culturais

Ligado .

O senador Magno Malta (PR-ES) anunciou em Plenário nesta quarta-feira (1º) ter protocolado três pedidos de informações sobre a liberação de patrocínios e incentivos do governo a projetos culturais nos últimos anos. Os pedidos são destinados às estatais Eletrobras, Petrobras e Furnas para que expliquem quais os critérios de escolha dos projetos a serem apoiados por essas empresas. Segundo o senador, há indícios de que os patrocínios eram liberados de forma "casada" com autorização do Ministério da Cultura para que o projeto fosse incluído na Lei Rouanet (Lei 8.313/1991).

Instalação da CPI do Ministério da Cultura

Ligado .

Pronunciamento completo do senador Magno Malta nesta quarta-feira dia 01/06/2016 às 21:13. Ele mostra a hipocrisia que afeta a oposição petista e pede a instalação da CPI do Ministério da Cultura.

Vídeo - Magno Malta anuncia CPI do "mamatório da Cultura" "Nós vamos fechar essa teta, doa em quem doer", diz senador

Ligado .

Magno Malta (PSC-ES) anunciou nesta quarta-feira (1) no Senado que já coletou 45 assinaturas - 18 a mais que as 27 necessárias - para a abertura de uma CPI do Ministério da Cultura que investigue os financiamentos de artistas e espetáculos durante os governos petistas autorizados via Lei Rouanet.

Segundo o senador, R$ 13 bilhões de renúncia fiscal que poderiam ser direcionados a áreas como Educação, esgotamento sanitário ou mobilidade urbana foram destinados ao "mamatório da Cultura", que beneficiou até shows de Luan Santana (R$ 4.143.325,00) e Cirque Du Soleil (R$ 9.400.450,00).

Políticos evitam aparecer em Marcha para Jesus em São Paulo

Ligado .

O evento Marcha para Jesus reuniu novamente milhares de fiéis de diversas igrejas evangélicas no feriado de Corpus Christi em São Paulo, mas não contou com a presença de um grande número de lideranças políticas, ao contrário do ocorrido em edições anteriores do ato.

A marcha, em sua 24ª edição, é organizada pela igreja Renascer em Cristo, mas conta com a participações de outras denominações neopentecostais. O líder da Renascer, apóstolo Estevam Hernandes, avaliou que os políticos não foram à marcha para evitar vaias da multidão. "Muitos estão fugindo das grandes concentrações", disse Hernandes.

Marcha tem mais de 10 horas de louvor e adoração

Ligado .

Nesta quinta-feira (26), a cidade de São Paulo recebeu a 24ª edição da Marcha para Jesus. O evento reuniu milhões de pessoas nas ruas da capital paulista. A caminhada começou por volta das 10 horas. Ao todo, 12 trios elétricos conduziram o público até a Praça Heróis da FEB, onde foi montada uma mega estrutura de som e iluminação para os shows de música gospel.

Magno Malta: “multidão pregando paz e vida para o Brasil na Marcha para Jesus”

Ligado .

0 maior evento cristão do mundo, reúne neste sábado, mais de 500 denominações religiosas e chega a 24º edição parando as ruas do centro e zona norte de São Paulo. “Eu participo todos os anos, mas hoje, tenho um pedido especial para os brasileiros esperançosos em dias melhores. Paz e vida para as famílias do meu país”, clamou Magno Malta.
 
"Essa marcha acontece num dos momentos mais difíceis do país. A partir de hoje, com fé, queremos dias melhores. Estamos orando pela mudança deste país, a prosperidade da nação, a cura da nação. Deus estará tocando fortemente o coração de cada autoridade”, foram as palavras mais ditas no evento, inclusive, pelo senador Magno Malta, convidado especial da organização.

35 mil brasileiros querem adotar filhos, mas lei impede 7 mil crianças de terem família

Ligado .

O número oficial no Brasil é triste, pois cinco vezes mais de famílias que crianças para serem adotadas, mas o Cadastro nacional de adoção impede o andar da fila e as crianças ficam sem família. Senador Magno Malta, luta para mudar este quadro e facilitar o processo de adoção. “É um raro momento de felicidade substituir o útero pelo coração, no mais nobre gesto de amor”, revelou Magno que tem uma linda filha adotada.
 
Hoje, dia 25 de maio, é comemorado o dia da adoção, criado em 1996 no I Encontro Nacional de Associações e Grupos de Apoio à Adoção. Para Magno Malta, adoção é uma realidade social que se concretiza através de ato jurídico, que “cria entre duas pessoas vínculo de parentesco semelhante à paternidade e filiação”.

Magno Malta protocola no Senado pedido de informação sobre a lei Rouanet

Ligado .

Senador Magno Malta quer saber quais os critérios, quantos foram beneficiados com a Lei Rouanet do Ministério da Cultura e quanto a Petrobras deu para estes chamados incentivos aos artistas. “Vou fundo para apurar o verdadeiro objetivo deste mamatório, que deixou o Brasil indignado”, disse Magno.
 
Quando o secretário de Cultura do Governo Collor de Mello, Sergio Paulo Rouanet pediu a criação da lei de incentivo à Cultura, tinha como objetivo preservar os museus, o folclore e a música clássica. “Mas hoje a realidade é outra, a Lei Rouanet patrocina circo internacional que cobra um salário mínimo para o brasileiro assistir, shows sertanejos, livro de culinária e projetos de cunho pessoas de pessoas influentes do Partido dos Trabalhadores. É um mamatório e vamos investigar”, disse Magno no Congresso Nacional.

Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: magnomalta@senador.gov.br

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS