Magno Malta condena tentativa de exclusão de religião da recuperação de usuários de drogas

Ligado .

Senador Magno Malta (PR/ES) criticou em Plenário a manobra do governo em retirar a atividade religiosa da recuperação de dependentes químicos. “Lamento que o Conselho Nacional de Políticas sobre Drogas prepare uma resolução pela qual as comunidades terapêuticas não poderão mais falar sobre religião com os pacientes”, protestou Malta.

As comunidades terapêuticas, entendidas como instituições de atendimento ao dependente químico, não governamentais, em ambiente não hospitalar, com orientação técnica e profissional, onde o principal instrumento terapêutico é a convivência entre os residentes, surgiram no cenário brasileiro, ao longo dos últimos quarenta anos, antes mesmo de existir qualquer política pública de atenção à dependência química no país. Elas cresceram, multiplicaram-se e ocuparam espaços na medida em que inexistiram programas e projetos de caráter público que oferecessem alternativas para o atendimento às pessoas dependentes de substâncias psicoativas.

Proposição de Magno Malta em debate na Jornada Brasileira de Psiquiatria no ES

Ligado .

Senador Magno Malta (PR/ES) é autor do projeto que altera o Código de Trânsito Brasileiro para tornar obrigatório o exame toxicológico dos motoristas. Em sua opinião, “a Lei Seca, em vigor, está omissa na questão do uso de drogas, e o teste do bafômetro não é suficiente para identificar motoristas de risco, agora, a própria medicina debate a criação do maconhômetro”, salientou Malta.

Durante a X Jornada da Associação Brasileira de Psiquiatria, que será realizada nesta sexta-feira e sábado, no Hotel Senac, na Ilha do Boi, especialistas querem colocar em pratica o bafômetro da maconha. “Para o médico Fausto Amarantes, “ quem usa maconha e dirige leva risco a todos, pois a droga reduz raciocínio, reflexo e memória”, explicou apoiando a iniciativa do senador Magno Malta em defender a criação do teste na Lei Seca, cuja proposição já passou pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal.

Vídeos contra a pedofilia deverão ser exibidos em Curitiba antes de filmes nos cinemas

Ligado .

Senador Magno Malta (PR/ES) aprovou a medida  que deve ser um exemplo para todos os Estados Brasileiros na luta contra este crime hediondo.

Foi aprovado na Câmara de Vereadores de Curitiba nesta terça-feira (12), em segunda votação, um projeto que prevê a exibição de vídeos de conscientização contra a pedofilia em salas de cinema de Curitiba. O projeto, de autoria do vereador Chico do Uberaba (PMN), obriga que antes de qualquer sessão sejam exibidos filmes institucionais com esclarecimentos e alertas quanto aos crimes de pedofilia e combate ao abuso sexual de crianças e adolescentes.

Magno Malta viaja o Brasil levando mensagem da política cristã e os reflexos na valorização da vida

Ligado .

Ícone no Congresso Nacional da pauta humanitária que trata da valorização da vida, senador Magno Malta (PR/ES) está em mais uma missão especial e importante para o cenário nacional atual. Ao lado do candidato do Partido Social Cristão à Presidência da República, pastor Everaldo, Magno Malta vai reunir as lideranças religiosas do Brasil, decepcionadas com as manobras ideológicas do Governo Federal, para somar na defesa de propostas que ameaçam à família como: legalização da maconha, a liberação do aborto, casamento homossexual com os mesmos direitos do casamento tradicional, fim da impunidade para conter a crescente onda da violência inclusive com a implantação da redução da maioridade penal no País. “Apostamos no PT e não formos ouvidos, agora, vamos priorizar nossos princípios para destacar uma liderança própria e mostrar pra o Brasil que temos vontade política para defender a vida”, explicou Magno Malta.

As pautas comportamentais revelam que o eleitor brasileiro conserva valores importantes, inclusive o Brasil é considerado um País de um povo de grande fé religiosa. “Eu já defendo estas bandeiras há mais de 40 anos, e tenho consciência, de que estamos vivendo um tempo de indignação com as diversas imoralidades, inclusive muita corrupção na vida pública, por isso, durante a Copa das Copas, nossa presidente Dilma Rousseff foi bastante elogiada”, ironizou Magno, lembrando o escândalo da Petrobras, as péssimas condições dos serviços essenciais como segurança, saúde, educação e a insistência em permanecer governando aliado com Cuba, Venezuela e Uruguai.

Senador Magno Malta aprova estatuto que permite guardas municipais armados

Ligado .

Senado Federal aprovou projeto que cria o Estatuto Geral das Guardas Municipais. A categoria passará a ter direito ao porte de arma e à estruturação em carreira única, com progressão funcional. ”Votei para diminuir  a caótica violência crescente que tira o sono das famílias, inclusive no Espírito Santo, o segundo Estado mais violento do País”, explicou Magno Malta.

De acordo com o projeto, as guardas municipais terão poder de polícia com a incumbência de proteger tanto o patrimônio como a vida. Deverão utilizar uniformes e equipamentos padronizados, mas sua estrutura hierárquica não poderá ter denominação idêntica a das forças militares. “Guardas treinados vigiando patrimônio é incoerência, precisamos de agentes defendendo a vida, com todos os recursos necessários. Inclusive defendo melhores salários para a categoria que também corre mais riscos”, disse Magno.

Magno Malta, em plenário, mostra pesquisa e afirma que valorização da vida é pauta política

Ligado .

Senador Magno Malta (PR/ES) em pronunciamento no Congresso Nacional citou pesquisa publicada nesta terça-feira, pela editoria de política do jornal A Gazeta, que revela números importantes para o cenário eleitoral. 84% dos capixabas querem a redução da maioridade penal, 60,9% só aceitam casamento tradicional, 86% são contra o aborto e 81,5% não apoiam a legalização da maconha. “O candidato que subir no palanque e esquecer-se do anseio popular, com certeza, estará na contra mão”, disse Magno.
 
Senador Magno Malta parabenizou o jornal A Gazeta pela iniciativa em encomendar e divulgar a pesquisa que aborda maioridade penal, união gay, aborto e maconha. “Ficou claro que a maioria esmagadora dos capixabas quer trata de pauta que valorize a vida, que tenha ética, valores morais, priorize o bem-estar, a saúde e união familiar tradicional”, explicou o senador.

Magno Malta aplaude juiz capixaba que não dá direito a seguro para quem bebe e dirige

Ligado .

Juiz Marcelo Pimentel afirma que, ao usar o carro após ingerir álcool, o motorista e sua família perdem o direito à indenização. “É mais uma forma de acabar com a impunidade no trânsito e conter a violência”, apoiou senador Magno Malta (PR/ES)
 
Senador Magno Malta é autor do projeto que altera o Código de Trânsito Brasileiro para tornar obrigatório o exame toxicológico dos motoristas. Em sua opinião, a Lei Seca, em vigor, está omissa na questão do uso de drogas, e o teste do bafômetro não é suficiente para identificar motoristas de risco. O senador garante que com o uso de reagentes é possível a rápida constatação do uso de drogas por motoristas. “Concordo com ojuiz capixaba Marcelo Pimentel negou a indenização a um casal que perdeu o filho em um acidente em Vitória, que dirigia alcoolizado e drogado. Só com leis severas podemos evitar mais fatalidades”, afirmou Magno.

Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: magnomalta@senador.gov.br

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS