Pré-sal

Dilma reconhece exageros e volta com a pauta dos royalties

"Não deixarei de defender os interesses do Rio de Janeiro e Espírito Santo que estão sendo injustiçados", disse Magno

Senador Magno Malta (PR/ES) foi abraçado, hoje, carinhosamente, por Dilma. Depois de ouvir atentamente, a presidenta pediu calma e garantiu tratar os estados produtores com justiça e equilíbrio

A reunião nesta segunda-feira, no Palácio do Planalto foi para a Presidenta Dilma Rousseff apresentar a estratégia do governo brasileiro de manter sob controle as despesas e ampliar os investimentos para resistir à crise financeira internacional. E fez aos líderes do governo na Câmara dos Deputados e no Senado e a ministros um relato da reunião do G20, ocorrida na semana passada em Cannes, na França. Também em pauta a importância da aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que prorroga até 2015 a vigência da Desvinculação das Receitas da União (DRU).

Líder do Partido da República no Senado Federal, Magno Malta, único parlamentar da bancada capixaba presente na reunião, aproveitou a oportunidade para tratar da polêmica dos royalties. “Fui chamado para a reunião e sabia que a pauta era DRU e G 20, mas não deixarei de defender os interesses do Rio de Janeiro e Espírito Santo que estão sendo injustiçados pelo desequilíbrio federativo e pela falta de conhecimento. Não podemos quebrar contratos, não podemos mudar as regras no meio do jogo e considero inconstitucional a lei Vital do Rêgo, cujos números apresentados são suspeitos”, disse Magno Malta.

Senador Magno Malta sugeriu a criação de uma Comissão de alto nível, composta pelo Ministro da Fazenda Guido Mantega, pelos governadores Sergio Cabral, do Rio de Janeiro e Renato Casagrande, do Espírito Santo, assessores e técnicos especializados. “Com certeza é uma forma direta da participação do Governo Federal par corrigir erros, injustiças e manter a união dos estados”, frisou Magno Malta, em pronunciamento no Senado logo após a reunião com a Presidenta Dilma.

Para o parlamentar, “o Brasil é não mais um país emergente, é uma nação emergida, erguida pelo trabalho dos ex-presidentes Fernando Henrique, Lula, com oito anos de dedicação aos pobres e a própria Dilma. Temos tantas riquezas e não precisamos brigar por elas. Podemos perder por 1 a 0, mas 10 a 0, não e muito menos por WO”, comparou Malta à polêmica dos royalties com o vocabulário do futebol, para que todos possam entender de forma didática”.

Durante o pronunciamento no plenário do Senado Federal, Magno Malta demonstrou confiança na Presidenta e emocionado revelou, que no final da reunião, ela firme e carinhosa, em um abraço forte de amiga, falou em tom sereno: “fique calmo Magno, aconteceram muitos exageros e vamos corrigir. Vou colocar em pauta este assunto em breve. Foi um alento para meu coração”, enfatizou Malta.

O senador Marcelo Crivella (PRB/RJ), também participou da reunião com a Presidenta Dilma e apoio as manifestações de Magno Malta. Durante a sessão no plenário. Crivella confirmou todas as palavras do senador do Espírito Santo e reforçou, “não precisamos chantagear o governo com a votação da DRU, trata-se de justiça com o Rio e Espírito Santo. Vamos aguardar a pauta e estaremos mobilizados para mudar a maldade que fizeram com o povo carioca e capixaba”, completou Crivella.

Independente da promessa da Dilma de corrigir as falhas, Magno Malta convocou a população capixaba para um grande ato público na próxima quinta-feira, às 14 horas, na Praça dos Namorados, na Praia do Canto, em Vitória. O Mesmo fez o senador do Rio de Janeiro, chamando o carioca para um ato cívico também no mesmo dia, na Cinelândia.

Magno Malta lembrou as recentes manifestações paralisando as rodovias no Espírito Santo e falou do risco de novas ações, inclusive na sede da Petrobras, na Praia do Canto. “Imaginem, os estudantes, combativos e corajosos, invadirem o novo palácio da Petrobras em frente ao UFES. Não podemos enganar o povo e temos de lembrar que o petróleo é do Brasil, mas os royalties são nossos”, finalizou Magno Malta, muito elogiado pelos colegas senadores.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: magnomalta@senador.gov.br

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS