Pré-sal

Pau que dá em Chico, dá em Francisco, lembra Magno Malta que partilha dos royalties vai para o Supremo

"Vamos para o Supremo e mostrar a verdade" finalizou Malta

Em tom de indignação, senador Magno Malta (PR/ES) considerou a proposta aprovada de Vital do Rêgo (PMDB-PB) como eleitoreira, irresponsável e desclassificada

Em votação nominal, por 45 votos a 20, o Senado Federal rejeitou o requerimento de preferência para o Projeto de Lei do Senado (PLS) 625/11, do senador Francisco Dornelles (PP-RJ), para a distribuição dos royalties do petróleo. Para evitar prejuízos para o Espírito Santo, o senador Magno Malta disse que “o caminho contra esta desonestidade é o Supremo Tribunal Federal”. Frisou em tom firme o senador Magno Malta.


O primeiro a usar o microfone após a rejeição do projeto alternativo do senador Francisco Dornelles, Magno Malta lamentou a injustiça e disse que “a proposta quebrará os estados produtores, retirando receita proveniente de contratos em vigor, do petróleo do pós-sal. Estão mentindo para o povo.

Royalties não é petróleo. Os royalties são para pagar os passivos ambientais e sociais” explicou Malta.

“Presidenta Dilma Rousseff, que brincadeira é essa? O Governo quer tirar dos Estados e beneficiar as petroleiras? A Petrobrás não vai pagar nada pelos estragos nos estados produtores? O que vocês estão fazendo não é honesto”, frisou Malta.

Para Magno Malta “o Brasil assiste o lamentável fato de o debate sair do parlamento e caminhar para o STF. Senhora Ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, olhe nos meus olhos, olhe para mim e veja o que fez com o Espírito Santo. Presidenta Dilma, olhe para mim e responda: que brincadeira é essa? Vocês trataram o Espírito Santo com  total falta de honestidade”, finalizou Malta, em tom de total indignação.

Em uma segunda rodada de debates acalorados, Magno Malta voltou a frisar que o “STF vai mostrar a verdade da inconstitucionalidade votada no plenário. Não quero nem olhar para os senadores, vou falar direto para o povo e lembrar que pau que dá em Chico, dá em Francisco. Vamos debater também a divisão dos royalties da mineração. Vamos levar uma zona franca para todos os estados. Meu papel agora é explicar para o povo do Espírito Santo a covardia que foi feita contra os estados produtores”. Ironizou Malta.

Magno Malta disparou contra o senador Wellington Dias (PT/PI), que esteve participando de um debate com a bancada federal capixaba no Palácio Anchieta. “Governador Renato Casagrande, senadores e deputados, o senador Wellington Dias foi bem recebido pelo nosso povo, com respeito, mas enganou nosso povo, traiu nossa confiança, mentiu para o Espírito Santo. Perdemos tempo com as enganações deste senador. Vamos para o Supremo e mostrar a verdade. E quero lembrar que tudo é cíclico, o que dá em Chico, dá em Francisco”, finalizou Malta, mostrando para todo o Brasil que tem coragem de falar na cara, sem medo de defender os interesses do Espírito Santo.

Fonte: Assessoria de Imprensa

 

Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: magnomalta@senador.gov.br

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS