PL 122

Ministro da Justiça sensibilizado com metas da Frente Parlamentar em defesa da família

   
O Ministro elogiou a lei de autoria do Sen. Magno Malta que criou no Brasil o monitoramento eletrônico.
 
Senador Magno Malta deixou claro que a Frente não pede, mas tem muito a oferecer

Senadores e deputados federais da Frente em Defesa da Família estiveram com o Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, apresentando várias propostas comprometidas com ética e os bons costumes que trazem mais segurança e qualidade de vida para o cidadão brasileiro. O senador Magno Malta (PR/ES) deixou claro que “independente de religião, seja qual for o credo, é dever prioritário defender a família seguindo uma linha pró positiva.
Na audiência no Ministério da Justiça, os parlamentares debateram assuntos importantes. O Próprio senador Magno Malta pediu apoio do Ministro para a aprovação do projeto de lei proposto pela CPI da Pedofilia, conhecido como Lei Joana Maranhão. A proposição, já aprovada no Senado e agora em análise na Câmara dos Deputados, assegura a quem for vítima de crime sexual, na infância ou adolescência, maior prazo para propor ação penal contra o agressor, passando o tempo de prescrição a correr a partir da data em a vítima completar 18 anos.

A deputada federal, Lauriete Loureiro (PSC/ES) também debateu o projeto de lei que deu entrada esta semana na Câmara Federal. Ela quer assegurar às mulheres que engravidarem em conseqüência de estupro, mas que mesmo assim não queiram abortar, o direito de receberem assistência do Estado. “O objetivo é mesmo garantir um programa sócio-financeiro para mulheres que, por princípios religiosos, mesmo vítimas de violência sexual e até má formação do feto, arriscam a maternidade. Para amenizar o sofrimento destas mulheres, o governo deve assistir os bebês até um ano de vida”, explicou a deputada Lauriete.

Para o senador Sergio Petecão (PMN/AC), a visita ao Ministro teve um bom aproveitamento. A Frente em Defesa da Família, que hoje debate temas importantes, como a PL 122, mostrou representatividade e compromisso com as questões éticas e morais. “Estamos unidos em um único objetivo, defender a família brasileira seguindo princípios cristãos’, frisou Petecão.

No mesmo tom de harmonia, o deputado federal Roberto Lucena (PV/SP) deixou claro para o Ministro Cardozo, que “independente de religião, as propostas em defesa da mulher, das crianças e da família são avançadas e trazem mais segurança para a sociedade. Estamos vigilantes contra medidas que trazem danos ao maior bem de um homem, que é a família estruturada”.

Sempre atento ao debate, o Ministro da Justiça demonstrou conhecer bem as propostas e prometeu apoio aos parlamentares da Frente em Defesa da Família. Ele elogiou a lei de autoria do senador Magno Malta que criou no Brasil o monitoramento eletrônico. “Através deste monitoramento vamos cuidar melhor da população carcerária e muitos detentos já tem o direito de passar mais tempo com a família, facilitando a ressocialização do preso brasileiro”, reconheceu José Eduardo Cardozo.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: magnomalta@senador.gov.br

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS