Notícias

Senadores Magno Malta e José Medeiros realizam reunião da CPI dos Maus-Tratos Contra Crianças

No gabinete do presidente da CPI dos Maus-Tratos Contra Crianças e Adolescentes, senador Magno Malta, juntamente com o relator, Senador José Medeiros, secretários e assessores ocorreu produtiva reunião de trabalho. Magno Malta prometeu focar suas atividades neste trabalho e apurar as muitas denúncias que tem recebido para o enfrentamento deste grave problema social de grande extensão e que ainda não tem uma estatística oficial. “Criança nasceu para ser amada e não para ser abusada”, afirmou Magno Malta, do alto da experiência de quem já presidiu a CPI da Pedofilia.

Segundo o senador Magno Malta, são inúmeras as denúncias que a imprensa apresenta todos os dias de maus-tratos contra crianças no Brasil. Ele ainda lembra que na maioria dos casos os agressores são pessoas que deveriam proteger os menores. “Quem acompanhou e militou na CPI da Pedofilia sabe da nossa luta para implantar no Brasil a prisão perpétua para estes demoníacos pedófilos. Bradamos a defesa das nossas crianças. Criamos uma legislação mais dura, a Policia Federal avançou nas investigações, criamos tipos penais e toda vez que um abusador de criança é preso, a sociedade se lembra da CPI. Agora, vamos continuar com o enfrentamos, pois, esta ferida social tem várias conotações explicitas e que vamos cutucar para também criar nova legislação, principalmente nos crimes cibernéticos”, explicou Magno.

Magno Malta citou como exemplo os presídios do Espírito Santo que hoje tem 1504 presos por crimes sexuais. “É uma situação extremamente preocupante. A lei apertou, a polícia prende, mas os abusadores não estão intimidados. São perversos, doentes, insaciáveis e por isso quero que a novas CPI seja a mesma referência que o combate à pedofilia. Nosso objetivo é evitar a reincidência”.

Do Espírito Santo, senador Magno Malta requereu a participação do titular da delegacia de Proteção à Criança e aos Adolescentes, delegado Lorenzo Pazolini e do Procurador Éder Pontes. Mas a CPI também convocou Ministros, autoridades da área do trabalho, saúde e do poder judiciário, além de técnicos que já atuam neste enfrentamento. “Vamos entregar para o Brasil um conjunto de Leis para inibir toda exploração contra crianças”, prometeu Magno Malta, que estará deixando algumas comissões no Senado Federal para dedicação exclusiva a CPI dos Maus-Tratos contra Crianças e Adolescentes, iniciando as audi&ecir c;ncias públicas e as oitivas.

Assessoria de Imprensa

Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: magnomalta@senador.gov.br

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS