Notícias

Para Magno Malta concessionária ECO 101 está criando dificuldades para fazer aditivo no contrato

Depois da reunião da bancada capixaba federal com o Ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, senador Magno Malta deixou claro que o Espírito Santo não vai admitir que a ECO 101 não cumpra o contrato de duplicação da rodovia BR 101 ES, dentro do prazo estabelecido, alegando a inclusão de obras não previstas e à crise econômica. “Esta empresa quando entrou na licitação sabia de suas responsabilidades e já arrecadou muito”, lembrou Magno Malta.

Os parlamentares capixabas foram ao ministro do Planejamento na terça-feira (1) para inserir mais um ministério nas negociações. De acordo com a bancada, a concessionária argumenta que a queda da receita na arrecadação com os pedágios, por conta da fuga de tráfego para a BR 116, comprometeu o cronograma de obras e dificultou a busca por financiamento junto ao Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES).

Dyogo Oliveira explicou que o cumprimento do contrato da concessionária não está vinculado ao financiamento das obras por meio do BNDES. “É obrigação do concessionário gerar receitas para viabilizar o financiamento. A empresa não pode alegar riscos - fuga de tráfego e queda de receita - que estão previstos em contrato”, destacou

Em vídeo gravado após a reunião, senador Magno Malta mandou um recardo duro para a Concessionária ECO 101. “ Depois de cobrar pedágio por quase cinco anos, não vem agora criar dificuldades para fazer aditivo no contrato. Não vamos admitir. A bancada capixaba tem trabalhado junto com o Governo Federal para buscar solução e vamos com a luta até o final”, disse Magno Malta.

Assessoria de Imprensa

Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: magnomalta@senador.gov.br

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS