Notícias

Magno Malta critica Dilma por não reconhecer erros e dizer-se 'vítima de tramoia'

O senador Magno Malta (PR-ES) lamentou em Plenário, nesta quinta-feira (7), que o depoimento por escrito enviado pela presidente afastada Dilma Rousseff à Comissão Especial de Impeachment não contenha o reconhecimento de nenhum erro à frente do Poder Executivo. O parlamentar criticou Dilma por manter, no documento, a versão de que é "vítima de um golpe", "vítima de uma tramoia", sem qualquer autocrítica.

- Ela nunca reconheceu o erro de nada. Porque eles não erram, eles são infalíveis. Em alguns momentos, eles são até oniscientes, porque eles aparecem em tudo o que é lugar. Em todo lugar em que há crime, eles estão no meio. Então, são oniscientes: estão aqui, estão ali, estão aqui, estão ali. Onipresentes também. Mas houve um lampejo. Eu pensei que ia sair alguma coisa dali, mas só foi isto: Qualquer pessoa erra. E mais nada - disse o senador, salientando que ele próprio errou ao apoiar Lula e Dilma em suas respectivas campanhas eleitorais.
 
Magno Malta elogiou, por outro lado, elogiou a bancada de apoio de Dilma Rousseff na Comissão de Impeachment. Os senadores do PT e do PCdoB e alguns outros parlamentares a seu ver mantiveram postura digna, por manter o apoio à presidente afastada mesmo com os "erros irreparáveis" e o insucesso de seu governo.
 
- Eu os respeito também e até faço uma ressalva, porque a bancada do governo [Dilma] que defende a presidente e é contra o impeachment tem alguma coisa para ensinar - disse o Magno Malta, que destacou a lealdade desses senadores, que "não abandonaram o barco".

Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: magnomalta@senador.gov.br

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS