Notícias

Magno pede saída do Ministro e considera covardia o veto ao reajuste dos servidores

Por uma diferença de seis votos, o Congresso Nacional decidiu na noite desta terça-feira (17), em sessão conjunta (deputados e senadores), manter o veto da presidente Dilma Rousseff ao reajuste entre 53% e 78% para servidores do Judiciário. “Peço a saída do Ministro da Fazenda, Joaquim Levy, que pensa em pagar o rombo do governo à custa do trabalhador brasileiro, principalmente com uma categoria que está sem reajuste a quase 10 anos”, disse Magno, logo após a sessão do Congresso Nacional.
 
Para a derrubada do veto, eram necessários 257 votos entre os deputados (maioria absoluta). O placar foi de 251 votos pela derrubada, 132 pela manutenção e 11 abstenções. Como o veto foi mantido pelos deputados, não houve necessidade de votação entre os senadores. Para a derrubada de um veto, é necessário que as duas casas votem no mesmo sentido. O item era um dos mais polêmicos da pauta da reunião do Congresso desta terça. Servidores do Judiciário lotaram as galerias da Câmara a fim de pressionar os parlamentares pela derrubada do veto.

Irritado com a manobra do governo e com a estratégia do Ministro da Fazenda, senador Magno Malta, não poupou críticas ao Governo Federal. “Assisti uma grande covardia com uma classe de concursado que tem o legítimo direito ao reajuste, mas é massacrada por um Ministro impiedoso que deve deixar o cargo. Estou solidário com os servidores do judiciário e também com os caminhoneiros que estão em greve. Nosso país perdeu o rumo e não podemos ficar calado, lamentou Magno Malta.

 Para o senador Magno Malta a correção do salário dos servidores é uma questão de justiça. “Mesmo triste com a falta de sensibilidade da presidente Dilma, quero parabenizar os servidores que unidos lutaram pelo legítimo direito. Uma mobilização exemplar, só que nossa luta contra esta política econômica covarde vai continuar.  Os trabalhadores não podem pagar o custo da crise. Se alguém tem que pagar, é o sistema financeiro. O reajuste é a reposição de dez anos sem aumento ”, finalizou Magno M alta.

Assessoria de Comunicação

 

Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: magnomalta@senador.gov.br

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS