Notícias

Magno Malta faz discurso para comando do PR para disputar à Presidência da República

Senador Magno Malta (PR/ES) será o único pré-candidato inscrito para disputar a sucessão da presidente Dilma Rousseff (PT) na convenção do Partido da República, neste sábado, em Brasília, que reúne a cúpula nacional republicana. “A oportunidade de ter lançado meu nome e defender nosso partido para uma disputa entre os grandes, já é uma vitória”, falou com otimismo, Magno Malta.

Os republicanos mais importantes do Brasil estarão neste sábado, em Brasília, 21 de junho, para a primeira grande convenção nacional do PR, que pode homologar o nome do senador Magno Malta para disputar à presidência da república ou continuar na base de apoio do atual Governo Federal. Reunidos nas dependências do Hotel Kubistchek Plaza, às 15 horas, os convencionais decidirão o destino da legenda e podem também mudar a história do Brasil. “É um momento rico, importante e que faz do PR uma legenda cada vez mais respeitada. Sabemos que na política é difícil manter a unanimidade, mas contamos com apoio da maioria que não quer ficar atrelada ao Partido dos Trabalhadores, que tem cometido muitos equívocos”, disse Magno.

A maioria dos convencionais tem manifestado contrária em relação ao apoio à reeleição da presidente Dilma Rousseff. O comando da legenda, tendo à frente o presidente do PR, senador Alfredo Nascimento (AM), defende a coligação com Dilma, mas um grupo de parlamentares quer que o partido apoie o senador Magno Malta, que fará um discurso pela candidatura.

“Não existe unidade nem a favor nem contra o apoio à reeleição de Dilma”, afirmou o líder do PR, Bernardo Santana.  “No PR, existe a vontade de mudar, como também de reeditar a aliança. Meu sentimento é o de que será uma decisão muito apertada, para o lado que for. A candidatura de Magno Malta é legítima e tem apoio de muitos colegas”.

Cientes das dificuldades para fechar com Dilma, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ministros de Dilma estão em campo em conversas com o partido. Mas as seguidas quedas da presidente nas pesquisas de intenção de voto e seu alto índice de rejeição têm dado força aos que defendem o rompimento, segundo informou o jornal O Globo.

“Existe um movimento para deixar o galo cozinhar. Se não tiver consenso, a Executiva quer ganhar mais 15 dias para trabalhar para o entendimento com o colegiado. Mesmo desta forma, estarei no debate em defesa da candidatura própria do PR com minha pré-candidatura à presidente da republica, mas espero que tudo seja resolvido na tarde deste sábado, em clima de harmonia e em favor de um novo Brasil”, finalizou Magno Malta.

Assessoria de Imprensa

Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: magnomalta@senador.gov.br

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS