Notícias

Magno Malta participa de Congresso Brasileiro de Vereadores em Campo Grande, Mato Grosso do Sul

O evento que vai até sexta feira, em Campo Grande, além do senador Magno Malta, pré-candidato à Presidência da República terá também a participação doo governador André Puccinelli, o ministro Admar Gonzaga Neto, do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal e Gilson Conzatti, presidente da União de Vereadores do Brasil.

Representantes de todos os municípios brasileiros chegarão a Campo Grande a partir desta quarta feira para o 5º Congresso de Vereadores de Mato Grosso do Sul, que será realizado no auditório do CREA. “É mais uma excelente oportunidade de debater com vereadores e expressivas autoridades a gestão da segurança pública no País. Quero apresentar propostas para reduzir a impunidade e a crescente onda de violência, principalmente praticada por narcotraficantes e adolescentes que assassinam, estupram e gozam de liberdade”, revelou Magno Malta (PR/ES).

“A minha proposta de redução da maioridade penal só favorece a recuperação da criança e do adolescente que praticar crime hediondo. Quero acabar com os verdadeiros esgotos humanos, que não são verdadeiras escolas de crimes com altos índices de reincidência. Estes homens travestidos de crianças cometem barbaridades e ficam impunes protegidos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, tirando o sono da família Brasileira”, disse Magno, que nesta quarta feira, esteve no Palácio do Planalto para cerimônia da sanção da nova lei que torna abuso sexual contra criança crime hediondo, relatada por ele no Senado Federal.

“Será também outra grande oportunidade de explicar, para diversas lideranças políticas e religiosas, durantes dos dois dias que ficarei em Campo Grande, a importância da sanção da Lei que classifica como hediondo o crime de exploração sexual de crianças e adolescentes. Sou proponente desta lei, que nasceu na CPI da Pedofilia, inclusive quero agradecer e elogiar a iniciativa do autor, meu colega de partido, senador Alfredo Nascimento por considerar a exploração sexual de menores uma grave violação dos direitos humanos, que muitas vezes leva à destruição de valores básicos das vítimas e ao favorecimento do ingresso na criminalidade”, falou Magno.

“Nestas excursões que tenho feito por todo o território nacional, também esclareço do risco da legalização do consumo e plantio da maconha no Brasil, cujo projeto tramita no Senador Federal”, continuou Magno Malta. “Muita gente importante, ex-presidente da República, médicos de vanguarda e artistas estão querendo copiar o exemplo do Uruguai, mas esquecem de que vivemos em um País dominado pelas quadrilhas de narcotraficantes que usam as grandes fronteiras abertas. Neste caso, defendo a criação do Ministério da Segurança Pública”.

Para finalizar, Magno Malta prometeu também colocar o dedo na ferida da corrupção e falar da CPI da Petrobras. “Desviaram dinheiro da maior estatal do País confiantes na impunidade, por isso, quero pedir apoio para mudar a constituição e permitir no Brasil prisão perpétua para pedófilos, narcotraficantes e corruptos, com objetivo de intimidar de vez a impunidade”.

Assessoria de Imprensa

Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: magnomalta@senador.gov.br

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS