Notícias

Senador do ES defende CPI da Refinaria Abreu e Lima

Um dos representantes do PR no Senado Federal, o capixaba Magno Malta defendeu a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a Refinaria de Abreu e Lima, no Complexo Portuário de Suape. Em entrevista, há pouco, à Rádio Folha FM 96,7, o republicano destacou que os indícios de irregularidades na construção do empreendimento constituem fato (objeto) para a criação do mecanismo de investigação no Legislativo.

“Não há um fato? Não há suspeitas? Então, possui objeto. E para existir uma CPI ou CPMI tem que haver objeto, fato. Tem que se investigar o que ocorreu no Porto de Suape, com a refinaria”, defendeu Magno Malta, que está em Pernambuco para participar de eventos para o combate à prática da pedofilia.

No entanto, Magno Malta ressaltou que uma provável CPI da Refinaria Abreu e Lima não deverá ter uma ligação com o processo que já está em andamento no Congresso Nacional que investigará exclusivamente o caso da aquisição da refinaria de Pasadena, no Texas (EUA), em 2005, com o provável prejuízo de mais de US$ 1 bilhão para a estatal.

Na última quinta-feira (8), a Justiça Federal decretou a quebra de sigilo bancário da Petrobras justamente nas transações financeiras vinculadas à construção da Refinaria Abreu e Lima, orçada inicialmente em US$ 2,5 bilhões e que já está na casa dos US$ 18 bilhões. Além também da quebra dos sigilo do ex-diretor de Abastecimento Paulo Roberto Costa, preso pela Polícia Federal na Operação Lava Jato.

A medida da Justiça também incluiu o sigilo bancário das empresas GFD Investimentos e da Sanko Sider e Sanko Serviços de Pesquisa. A ação visa à apuração do rastro do dinheiro usado para construir a refinaria pernambucana.

Fonte: www.folhape.com.br

Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: magnomalta@senador.gov.br

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS