Monitoramento Eletrônico

Presos e rastreados

Começaram na semana passada os testes finais com as tornozeleiras eletrônicas que deverão monitorar os detentos em regime aberto e semiaberto do Rio Grande do Sul. O sistema funciona como os rastreadores de veículos, emitindo um sinal com os dados da localização do aparelho. O custo de cada equipamento para o governo do Estado é estimado em até R$ 600 por mês.

Fonte: Revista Época 

Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: magnomalta@senador.gov.br

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS