CPI da Pedofilia

Vice-presidente da Adetur-Sul escreve artigo sobre Fórum da CNTur

O Vice-presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo da Região Sul (Adetur-Sul), José Justo, escreveu um artigo onde aborda questões relativas ao fórum da CNTur.

O artigo pode ser lido na íntegra a seguir:

"1º Fórum da CNTUR apresenta plano de trabalho para a entidade

O primeiro Fórum CNTUR realizado depois de sua homologação como entidade máxima representante da classe patronal do turismo brasileiro teve uma mesa composta por pesos pesados e as melhores cabeças do Turismo nacional.

Entre senadores, deputados e presidentes de entidades nacionais, dois "arranha céus" se erguiam imponentes na linha do horizonte da paisagem  do turismo nacional:

Mário Beni e Paulo Gaudenzi.

Na platéia, sindicalistas de muitos estados corroboravam a façanha que foi se desvencilhar do cipoal de influências e pressões para estar ali presentes. O Jogo pesado da representatividade (ou não-representatividade) que está enraizada no pais a mais de meio século, não quer admitir o que está acontecendo. Ouvir depoimentos de alguns presidentes de sindicatos patronais do setor de turismo, foi a forma encontrada para entender o processo de formação da CNTUR, sua caminhada de mais de dez anos e as dificuldades para sua consolidação. A CNTur esteve sob fogo cerrado nos últimos dez anos, quando teve sua imagem desconstruída e a imagem de seus mentores vilipendiada, colocando em cheque as habilidades – das pessoas, da entidade e do setor em última análise - como entes capazes de gerir seus próprios destinos.

Inexorável. Esta pode ser a palavra que define os rumos do turismo daqui para frente, diante das atitudes positivas que puderam ser observadas no fórum, a adesão e apoio recebidos e a tenacidade do grupo formador, baseado em um núcleo forte de São Paulo.

O reconhecimento da CNTUR não será automático - pelo menos em algumas instancias que insistirão em não reconhecê-la, independentemente da letra fria da lei - com as resistências perdurando ainda por mais algum tempo, porem, já no final do evento, notava-se os grupos se formando para colocar em marcha o plano esboçado por Paulo Gaudenzi, uma das unanimidades do mercado e que dará ainda mais credibilidade à entidade. Se Gaudnezi mostrou "como será", O professor Mário Beni demonstrou "porque será".

Nelson de Abreu Pinto, o tenaz fundador, líder e agora presidente da entidade maior, não cabia em si de contentamento e contagiou o palco e a platéia, que parte agora para consolidar a estrutura da entidade em todos os estados.

Entre os nomes que pontuam na CNTUR, alem dos já citados, é voz corrente a citação dos que deram o embasamento pra a sua entrada na realidade do sistema S, Germano Rigotto, Adel Auada, Michel Tuma Ness, Sarney Filho, Magno Malta, Adenauer Goes, entre outros, freqüentadores dos periódicos do turismo nos últimos tempos, e a constatação que em breve surgirão novas lideranças, pois o terreno é fértil para isto, dada as vicissitudes do setor, que morrerá um pouco neste tempo de mudança brusca, porem, esperada para se renovar com outras cabeças, logo ali mais na frente.

De qualquer forma, ficou a sensação e porque não dizer constatação, que um novo tempo chegou e que estamos vivendo e testemunhando os atos mais importantes da história do turismo nacional.

Nasceu uma nova estrela, que, não só irá brilhar como matará todos os asteróides que brilhavam imitando estrelas no firmamento do turismo nacional, corrigindo um erro quase "sem bastão", que a banda do trabalho já havia corrigido a tempos idos com a criação da Confederação dos Trabalhadores em Turismo e Hospitalidade – CONTRATUH. Antes tarde do que nunca. E "nunca", era a data marcada pela vanguarda do atraso para a chegada deste momento.

BEM VINDO SISTEMA S DO TURISMO, DONA CNTUR.

Pelo que se ouviu na platéia, enquanto espera a redução da carga tributária e o casamento com a responsabilidade ambiental e social, o turismo empresarial, deu as mãos aos trabalhadores, muito bem representados ali pelo presidente da CONTRATUH, Moacyr Roberto Tesch Auersvald, e está agradecendo a clareza de Nelson de Abreu Pinto.

José Justo


Vice-presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo da Região Sul (Adetur Sul)"


 


Fonte: Mercado & Eventos


 

Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: magnomalta@senador.gov.br

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS