CPI da Pedofilia

Magno Malta quer atuação do Sivam no combate à pedofilia

Em pronunciamento nesta quinta-feira (12), o presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pedofilia, senador Magno Malta (PR-ES), disse que pretende se encontrar em breve com o ministro da Defesa, Nelson Jobim, e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para propor que o território da Ilha de Marajó esteja sob o alcance do Sistema de Vigilância da Amazônia (Sivam).

O senador lamentou que a Ilha de Marajó não tenha cobertura do Sivam, informando que crianças brasileiras são levadas para a Guiana "para serem abusadas e para o tráfico de órgãos". Segundo o senador, a Amazônia tem mais de duas mil pistas de pouso clandestinas, sendo necessário manter a vigilância sobre a região.

Magno Malta disse que a sociedade brasileira já não suporta a convivência com pessoas que abusam de crianças, tendo em vista as inúmeras denúncias contra pedófilos que vem sendo feitas pela própria população.

O senador também defendeu a inclusão do tema segurança pública na agenda política dos candidatos que irão disputar a próxima eleição presidencial.

- Nós precisamos ter candidato que fale de segurança pública e conheça o sofrimento dos que vivem nas ruas, o uso e o abuso de drogas, o abuso das crianças - disse.

Magno Malta adiantou que a CPI da Pedofilia trabalha na elaboração de um projeto que prevê 30 anos de prisão a pedófilos, sem direito à progressão de regime e com rastreamento eletrônicos dos condenados até a sua morte.

Fonte: Paraiba

Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: magnomalta@senador.gov.br

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS