CPI da Pedofilia

Autoridades condenam jurista que censurou site do senador Magno Malta

Presidente do TJES Valls Feu Rosa (C), condena todo o tipo de censura de liberdade de expressão
Presidente do TJES Valls Feu Rosa (C), condena todo o tipo de censura de liberdade de expressão

Senador Magno Malta (PR/ES) recebeu apoio de diversos setores que reprovaram atitude da desembargadora plantonista Heloísa Pinto de Freitas de Vieira do Tribunal de Justiça da Bahia que obrigou o provedor Google do Brasil e retirar três textos citando o médico acusado pelo Ministério Público de ter estuprado o próprio filho de três anos

“Não aceito nenhum tipo de censura de liberdade de expressão. Sou contrário a todo tipo de abuso de poder e luta contra qualquer injustiça”, resumiu o presidente do Tribunal de Justiça do Espírito Santo, desembargador Pedro Valls Feu Rosa, que tem também é colunista de diversos jornais capixabas.

Para o procurador-geral de justiça do Ministério Público, Fernando Zardini, que conhece profundamente o trabalho do senador Magno Malta em defesa das crianças, “este imbróglio jurídico merece mais atenção pela proporção que já ganhou, virou uma pauta nacional. Magno só reproduziu as investigações da Polícia e do MP da Bahia”, explicou Zardini solidarizando-se com o senador.

O jornalista experiente, Rogério Medeiros, também vítima constante de censura, já deixou claro que o Brasil ainda é submisso a elite. Ele condena ostensivamente todo tipo de influência de criminosos ricos para preservarem a impunidade. Rogério, autor de livro que mostra os crimes da ditadura, não aceita censura de liberdade de expressão.

O gabinete do senador recebeu diversas ligações de apoio que partiram de amigos e lideranças políticas. “O médico Marcio Café, acusado de estuprar o próprio filho, é um perverso e acha que tem poder para abafar a justiça dos homens, mas esquece da justiça de Deus”, disse o pastor Silas Malafaia, em contato com a assessoria do senador Magno Malta.

 

Amigos apoiam Magno na luta em defesa das crianças
Amigos apoiam Magno na luta em defesa das crianças


Em pronunciamento no plenário, Magno Malta deixou claro que não tem medo e que vai continuar sendo um defensor das crianças. “Quem denunciou o médico bariátrico, Marcio Cardoso Pinto Café foi a Polícia e estou somente fazendo o meu dever de mostrar para o Brasil os riscos que muitas crianças correm dentro da própria casa. De cada dez abusadores, sete são os próprios pais”, revelou Malta.

A bancada capixaba também prestou solidariedade ao senador do Espírito Santo. Por unanimidade, Magno Malta foi defendido da agressão injusta de ter o seu próprio site invadido e censurado pela Google obediência ao poder judiciário.

Senador Paulo Paim (PT/RS) além de prestar solidariedade ao colega, pessoalmente, convidou Magno Malta para assumir na próxima quinta-feira, a presidência da subcomissão contra a pedofilia da Comissão de Direitos Humanos. “Magno é um lutador, enfrentar bandidos de qualquer segmento social e nunca teve medo de ameaças, é um símbolo de coragem do Congresso Nacional”, finalizou Paim.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: magnomalta@senador.gov.br

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS