CPI da Pedofilia

Magno Malta quer convidar Xuxa para combater pedofilia

A apresentadora Maria da Graça Meneghel, a Xuxa, que admitiu ter sofrido abusos sexuais na infância no programa Fantástico, neste domingo 20, foi convidada pelo senador Magno Malta (PR-ES) para prestar um depoimento na instalação da subcomissão de abusos contra crianças, da Comissão de Direitos Humanos.

Em seu site, Malta quer ainda pedir à presidente Dilma Rousseff que Xuxa, ao lado da nadadora Joanna Maranhão (que afirmou também ter sido abusada por um técnico de natação) participe do ato de assinatura da sanção da Lei Joanna Maranhão. A lei permitirá que adultos denunciem abusos sofridos durante a infância.

“Quero aproveitar esta oportunidade para divulgar a nova lei e despertar o interesse de muitas vítimas que tiveram a alma sufocada na infância e agora podem soltar o grito de esperança no combate aos abusadores de crianças”, informou Malta.

Estímulo - O senador garante que as declarações de Xuxa e Joanna deverão incentivar outras vítimas a denunciarem seus agressores. “Sei de outros artistas de TV que vão aproveitar a coragem de Xuxa e farão o mesmo, denunciando algozes que mutilaram a infância, deixando sequelas emocionais”, projetou.

Xuxa, em depoimento levado ao ar no programa Fantástico, neste domingo, 20, contou que a dificuldade dela em se relacionar com um homem pode estar ligada ao trauma do assédio. Ela afirmou ter sido vítima do melhor amigo de seu pai, do noivo de sua avó e de um professor, em um período que se estendeu até os 13 anos.

Já a nadadora Joanna denunciou o técnico, Eugênio Miranda, mas foi impedida pelo Ministério Público de continuar a ação e sofreu processos por difamação, movidos pelos advogados do técnico.

“Os algozes da Joana, da Xuxa e de muitas meninas e meninos vão pagar pelo que fizeram. A Lei Joanna Maranhão, junto com a Lei Maria da Penha, fecham um ciclo de impunidade da violência praticada contra as mulheres. Parabéns a Xuxa pela coragem de detalhar sua intimidade em favor das crianças humilhadas, abusadas, estupradas e que tiveram sua infância assassinada por criminosos”, destacou Malta.

Fonte: ES Hoje

Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: magnomalta@senador.gov.br

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS