CPI da Pedofilia

Magno Malta alerta para volta de pedófilo ao Banco Central


 
José Carlos aparece nos filmes armazenados no computador
 
O graduado servidor público José Carlos Jacob foi flagrado abusando sexualmente de crianças e fugiu para o exterior

O Senador Magno Malta (PR/ES) denunciou ao Banco Central, ao Ministério da Justiça e à presidente Dilma Rousseff o retorno do economista José Carlos Jacob de Carvalho, 49 anos, ao Brasil e ao seu emprego no BC, do qual havia pedido licença não remunerada em 2008. Carvalho estava sendo investigado pela CPI da Pedofilia do Senado e fugiu, sem prestar o depoimento para o qual havia sido convocado.

Durante as investigações, a CPI apreendeu na residência do economista computadores, agendas e fotos de crianças sendo abusada que eram postadas na internet. “Ele é um monstro, que usava ursinhos de pelúcia para atrair criancinhas para praticar sexo oral. Ele fugiu, mas deixou várias provas”. Acusou Magno.

Graduado funcionário do Banco Central, acusado de abusar sexualmente de crianças, José Carlos estava convocado para comparecer à CPI. Procurado em seu apartamento, o porteiro informou que ele havia viajado. A Comissão descobriu, então, que ele tirou licença do Banco Central.

O economista, segundo apurou a CPI, tem cidadania portuguesa.  As imagens de sexo com criança e até bebês estavam armazenadas num computador da Comissão de Assuntos Econômico (CAE) do Senado. Ao presidente da Comissão, Aloizio Mercadante (PT-SP), José Carlos alegou que se tratava de material para um livro.

O economista é professor da Universidade de Brasília (UnB) e já ocupou cargos importantes, como secretário de Política Econômica no governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB). A alegação de que estava apenas e tão-somente colhendo material para escrever um livro não convence. E por um motivo simples: o próprio economista aparece nos filmes armazenados no computador. O Jornal de Brasília  teve acesso a parte das imagens  e pôde conferir a presença de José Carlos fazendo sexo com crianças.

O senador Magno Malta acredita que o economista foi orientado porque tirou licença do Banco Central até 2011. "Essa data coincide com o término da legislatura", disse o senador. O parlamentar contou que a Polícia Federal já foi comunicada e que a Interpol (polícia internacional) também está avisada.

O economista aparece também vestido de cueca bem curta, parecendo calcinha feminina. Por causa de imagens como estas – são mais de 300 fotos e filmes – que o senador Magno Malta diz não ter dúvidas de que José Carlos é pedófilo. Todas as imagens  mostram crianças na mais tenra idade. Mas, segundo o senador, além de meninos e meninas, há fotos de bebês sendo abusados sexualmente. As imagens são tão repugnantes que muitas delas estão acondicionadas à parte no processo que tramita na Terceira Vara Criminal. Ficam num envelope lacrado e não junto com as outras fotos igualmente repulsivas.   
 
Fonte: Assessoria de Imprensa
Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: magnomalta@senador.gov.br

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS