CPI da Pedofilia

Avô que estuprou a neta já está na cadeia

   
Para o senador Magno Malta (PR) a CPI da Pedofilia já cumpriu a sua parte

Depois que o senador Magno Malta (PR) passou a denunciar os casos de pedofilia que começaram a ser descobertos no Brasil com a instauração da CPI da Pedofilia, a cada dia surgem mais denúncias e prisões de criminosos que abusam sexualmente de crianças.

O caso mais recente levou à prisão o aposentado Jesus Barbosa da Conceição (61), preso em flagrante por ter estuprado a neta de 12 anos em sua residência em Jardim Claret, Rio Claro, no interior de São Paulo.

Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP), a mãe da vítima, filha do aposentado, encontrou a menina machucada e assustada quando chegou em casa. Questionada sobre o que havia acontecido, a menor contou que tinha sido abusada pelo avô.

No hospital, o laudo médico acusou que a menina tinha ferimentos devido à violência sexual. Jesus foi preso em flagrante na própria residência. O Brasil é o quarto país no ranking de crimes de abuso contra as crianças. Esta violência começou a ter um tratamento diferenciado a partir da instauração da CPI da Pedofilia.

O senador Magno Malta conseguiu quebrar o sigilo do portal Google e do Orkut e a partir daí a Polícia Federal de todo o Brasil pode atuar e localizar em diversas regiões do país os pedófilos. Por meio da Interpol, o senador Magno Malta conseguiu que esta ação se estendesse a outros países, onde os criminosos apontados pela PF como alvos começaram a ser localizados e presos.

Em novembro próximo, a CPI da Pedofilia terá seu desfecho final, mas a ação da polícia em todo mundo vai continuar. O senador Magno Malta, que se sente realizado com este trabalho, foi categórico em afirmar que a “CPI já cumpriu o seu objetivo”.

Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: magnomalta@senador.gov.br

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS