CPI da Pedofilia

Senadores elogiam iniciativa de Marçal em discutir pedofilia

A necessidade de Dourados também dizer o seu “não” à pedofilia foi, segundo o deputado federal Marçal Filho (PMDB/MS), um dos motivos que o levaram a não medir esforços para trazer a Dourados o senador Magno Malta (PR-ES), que na condição de presidente da CPI da Pedofilia virou referência nacional no combate a essa modalidade de crime sexual. “Além de viabilizar recursos para atender as necessidades da população, nós, parlamentares, precisamos estar em sintonia com os grandes temas nacionais”, opinou o parlamentar, ressaltando que a “chaga” da pedofilia precisa ser repudiada por todos.

A iniciativa do deputado foi elogiada tanto por Magno Malta como pelo senador Valter Pereira (PMDB/MS). Os dois lembraram que com pouco mais de cem dias do novo mandato, Marçal “adotou”, dentre outras lutas, a bandeira dos aposentados e o combate à pedofilia. Segundo eles, a defesa dos idosos e das crianças mostra o compromisso social do parlamentar, que em seus mandatos anteriores já havia encampado as duas lutas. Foi com recursos viabilizados por ele que foi implantado, em Dourados, o Programa Sentinela, destinado a oferecer proteção e assistência a crianças em situação de risco.

Marçal garantiu ao senador que vai liderar, na Câmara dos Deputados, pela aprovação de projeto de lei de iniciativa da CPI da Pedofilia conhecido como Lei Joana Maranhão, em referência à nadadora que denunciou um ex-treinador por tê-la molestado quando tinha apenas 9 anos.

Como Joana só tomou coragem para denunciar o crime aos 20 anos, ele estava prescrito. O treinador entrou com ação de difamação contra ela e a mãe, que revelou o nome dele. Pela lei atual a denúncia deve ser feita pelos pais da vítima, à época do crime, ou por ela mesma seis meses após completar os 18 anos. Com a aprovação do projeto as vítimas terão maior prazo para denunciar os abusos.
 
Fonte: Diário MS
Brasília-DF // Esplanada dos Ministérios - Senado Federal - Ala Tancredo Neves, Gabinete 57
Telefone: +55 61 3303-4161/1656
E-mail: magnomalta@senador.gov.br

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADE
CONECTE-SE A NÓS